domingo, 24 de julho de 2011

InterConectada na Expo Y: o que aprendemos por lá.

A Expo Y,o maior festival de cultura de negócios Y do Brasil, foi realizada na semana passada aqui em São Paulo. Nos post anterior InterConectada na ExpoY: nós vamos, contei um pouco sobre o que é a Geração Y e disse que nosso objetivo seria conferir todo o conteúdo que possa favorecer os nossos clientes. Considero nossa missão cumprida.

ExpoY 2011
Assistimos à 20 palestras que nos ajudaram a entender melhor esse universo no qual também somos protagonistas e geraram muitas reflexões e saudáveis discussões aqui na InterConectada.

ExpoY 2011
O ponto principal e que gostaria de destacar é que criou-se um hábito de rotular o Y. Ele é insubordinado, inseguro, disperso, quando na realidade o Y é igual a qualquer outro jovem das gerações passadas, ele é contestador, inseguro e muitas vezes imaturo.
Há muitas empresas baseando suas estratégias de comunicação, tanto internas quanto externas, nesses rótulos e estão cometendo um erro enorme. 
Claro que há diferenças entre essa geração e as anteriores, mas elas se baseiam em três pontos:

  • Avanços tecnológicos; 
  • Velocidade da informação;
  • Pertencer, quase que exclusivamente, às classes A e B.

Avanços tecnológicos
Em 1989, na minha casa,  batíamos papo através do Vídeo-papo, um serviço fornecido pela Telesp, antiga empresa de telefonia de São Paulo. A conexão era discada, usávamos um modem exclusivo eram os primórdios da internet que conhecemos hoje. Em 1994 tínhamos um PC com Windows e eu acessava o banco através de um software próprio, mais dois anos tive minha primeira conta de e-mail e de lá prá cá muita coisa mudou. Quem nasceu nesse período não sabe o que é a vida sem computador.

Velocidade da informação
Os avanços tecnológicos trouxeram atrelados à eles um aumento exponencial da velocidade com a qual a informação se propaga. Nunca se comunicar foi tão rápido. E não foi só isso, o acesso ao conhecimento também é maior. Enquanto na época da minha mãe saber os afluentes da margem esquerda do Rio Amazonas era importante, hoje é inconcebível esperar que alguém decore esse tipo de informação, assim como tantas outras, o que leva a uma impressão de que hoje em dia o nível de conhecimento das pessoas é menor. O que não é verdade, sabe-se menos sobre muitas coisas e muito sobre algo extremamente específico.

Pertencer às classes A e B
Avanços tecnológicos e velocidade da informação só fazem sentido como principais diferenças entre a Geração Y e as anteriores quando fazemos um corte sócio-econômico em nossa análise. Essas diferenças estão presentes com uma força maior nas classes A, B e C ascendente.

Como atingir efetivamente a Geração Y?
Estratégias de comunicação inteligentes são aquelas que aproveitam o paradoxo criado nessa geração em torno das relações sociais. As redes sociais são terreno fértil para propagar notícias, o que tem seu lado positivo e também o negativo. Nunca na história tivemos a possibilidade de nos relacionar com tantas pessoas ao mesmo tempo. Essa revolução também acontece no marketing, pois deixamos para trás o marketing de interrupção para dar lugar ao marketing de permissão, o conteúdo é mais relevante do que a forma.

Empresas que deixarem de lado os rótulos dados à Geração Y e focarem no significado que os avanços tecnológicos e a velocidade de informação tem no momento que estamos vivendo, construirão uma solida relação com esse público e irão beber na fonte do sucesso.

Quer saber como fazer para atingir efetivamente seus clientes Y? Entre em contato com a InterConectada, comunicação de Y para Y!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...